aprendendo

Um pouco sobre o livro – Uma vida de Obediência – de Elisabeth Elliot.

No mês de julho, eu li com as meninas do clube de leitura da mulher cristã, um dos livros da Elisabeth Elliot, que foi lançado a pouco tempo no Brasil, pela editora Fiel.
O nome do Livro é – Uma vida de Obediência, 7 disciplinas para a vida do cristão.

Nos primeiros capítulos, ela nos apresenta uma introdução, falando sobre Deus ter feito todas as coisas, ter-nos chamado, fala sobre a capacidade que ele nos dá através da Fé, palavra, graça e espírito para andar e viver como ele deseja.

Ela fala também sobre a importância da disciplina na vida do crente e da nossa responsabilidade e da soberania de Deus.

Depois de discorrer de modo maravilhoso sobre esses assuntos, ela então começa a listar algumas disciplinas importantes para nossa vida. Elas são:

  • A disciplina do corpo;
  • A disciplina da mente;
  • A disciplina da posição;
  • A disciplina do tempo;
  • A disciplina das posses;
  • A disciplina do trabalho;
  • A disciplina dos sentimentos.

Eu achei muito bom a maneira que ela explicou cada um desses pontos e alguns deles me chamou muito a atenção.

Sobre a disciplina ela diz:

A disciplina é o “sim” de todo coração ao chamado de Deus.

Disciplina cristã significa colocar-se debaixo de ordens.

Ela também fala que nossa obediência nos traz liberdade. Porque obedecer a Deus é fazer o que ele planejou para nós e isso também nos traz felicidade.

Sobre a disciplina do corpo, ela fala da importância de cuidarmos dele, pois ele é um presente dado por Deus, além de abrigar o Espírito Santo de Deus. Mas o que mais me marcou foi ela falar sobre a ressurreição. Ela diz:

O conhecimento de que seu corpo será um dia semeado como um corpo natural e ressuscitado como corpo espiritual deve dar uma pausa ao discípulo, deve estimulá-lo a pensar no uso que ele faz dele neste mundo. Mesmo que a carne e o sangue nunca possam ter o Reino, pense em suas partículas sendo “chamadas” para um dia se sentarem com o Senhor.

Outro ponto que me chamou atenção, foi em relação a disciplina da posição. Ela explica sobre darmos honra devida a cada um de maneira correta. Eu como mãe, não posso honrar meu filho, agindo como se ele fosse uma autoridade sobre mim. Tenho que tratá-lo como filho amando, ensinando, cuidando e corrigindo. Se eu fizer isso, estarei honrando ele. Esse é apenas um dos exemplos que ela usa sobre o assunto.

E sobre o trabalho, ela diz que o trabalho é uma benção de Deus para nós e ele nos capacita para tal. E todo trabalho é cristão, pois tudo o que o crente faz, ele faz para o Senhor.

No último capítulo ela diz assim:

Ele nos oferece amor, aceitação, perdão, um peso de glória, plenitude de alegria. É tão difícil oferecer de volta os presentes que, em primeiro lugar, vieram das mãos feridas — corpo, mente, posição, tempo, posses, trabalho, sentimentos?

Quando a disciplina se torna uma rendição alegre, “pelo sofrimento, nosso corpo continua a participar da morte de Jesus, para que a vida de Jesus também se manifeste em nosso corpo”.

Jesus deu a vida por nós, nos livrou da morte eterna e nos abriu a porta dos céus. Ele já pagou nossa dívida e nos convida à viver com e para ele.

Que nós venhamos a conhecer a Jesus atraves da Bíblia, conhecer sua vontade e vivermos nela para glória do seu nome.

Tem muitas coisas boas que poderia colocar aqui, mas meu intuito é te apresentar só um pouquinho do livro, para que você possa ler e ser edificado como eu fui.

Que Deus nos abençoe. Até o próximo post.

Aprendendo do Senhor…=]

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s