aprendendo

Os 5 D´s da oração diária

No final do ano passado, em uma reunião de senhoras, falamos um pouco sobre a vida de oração. Não é novidade pra ninguém, que a oração é parte vital da vida do cristão. Através dela nos podemos ter comunhão com nosso amado Senhor e levar perante seu altar nossa dores, dificuldades, pecados e também agradecer por suas misericórdias em nossas vidas.
O que todos nós também sabemos é que nossa natureza pecaminosa não gosta de orar e depender de Deus. Não gosta de confessar pecados e reconhecer sua miséria. Por esses motivos temos que voltar sempre nossos olhos pra bíblia e aprender a ter uma vida diária de oração. Li recentemente em um livro que indiquei no Ig do blog, uma frase que dizia assim: “O benefício de uma vida de constante oração recai sobre nós mesmos” (Joel Theodoro, Deus salve a Rainha). O Senhor não precisa das nossas orações, mas Ele nos dá esse privilégio de podermos nos achegar a Ele através dela. O benefício é todo nosso. Nesse mesmo livro também tem uma citação de Wayne Grudem sobre pelo menos 3 razões pelas quais devemos orar:
1- “ela exprime a nossa confiança em Deus, e é um meio pelo qual nossa confiança nEle pode crescer”
2 – “ela nos leva a uma comunhão mais profunda com Deus, e Ele nos ama e se deleita com nossa comunhão com Ele”
3 – Deus permite que nós, criaturas, nos envolvamos em atividades revestidas de importância eterna”.
Como Deus nos ordena à orar, sabemos que Ele está com seus ouvidos atentos á oração que fazemos. Sabendo disso, vamos ver 5 D´s que podemos pensar quando oramos ao Senhor.

“Não importa o que aconteça, conceda-me:

1- Deleite em ti como maior tesouro do meu coração. Devemos buscar no Senhor o deleite. Só nEle e em nada mais. Essa era a declaração dos santos no passado.


Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração. Salmos 37:4
Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente. Salmos 16:11
Então irei ao altar de Deus, a Deus, que é a minha grande alegria, e com harpa te louvarei, ó Deus, Deus meu. Salmos 43:4
Todavia estou de contínuo contigo; tu me sustentaste pela minha mão direita.
Guiar-me-ás com o teu conselho, e depois me receberás na glória.
Quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti. Salmos 73:23-25

2 – Desejo de te conhecer, estar contigo e buscar o seu reino acima de tudo. Nosso maior desejo deve ser estar com o Senhor diariamente e conhecê-lo mais e mais.

Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração. Salmos 37:4
Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33
Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo.
E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo,
E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;
Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte; Filipenses 3:7-10

3 – Discernimento que vem de uma mente renovada que possa conhecer a sua vontade. O Senhor nos capacita para sabermos como andar de modo que o agrade.

Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5:14
Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação;
Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos;
E qual a sobre-excelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder, Efésios 1:17-19
E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento,
Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo;
Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. Filipenses 1:9-11


4 – Disciplina para executar o que eu entendo como a vontade de Deus. Precisamos ter disciplina na vida e buscar entender a vontade do Senhor. Deixar o ‘velho’ e revestir do ‘novo’

Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios,
Remindo o tempo; porquanto os dias são maus.
Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. Efésios 5:15-17
Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:1,2
E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; Efésios 4:17,18
Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;
E vos renoveis no espírito da vossa mente; Efésios 4:22,23

5 – Diligência para cumprir a sua vontade de todo o meu coração. Buscar fazer o que sabemos que é certo. (lembrando que diligência significa interesse, cuidado, zelo, urgência em fazer algo).

Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. Deuteronômio 6:5
E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor.
Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. Marcos 12:29,30
Tu ordenaste os teus mandamentos, para que diligentemente os observássemos. Salmos 119:4
Portanto, guardai diligentemente as vossas almas, para amardes ao Senhor vosso Deus. Josué 23:11

Que possamos pedir em nossas orações que o Senhor nos conceda a graça de nos deleitarmos nEle, de O desejarmos, termos discernimentos para cumprir sua vontade com disciplina e diligência. Que o Senhor nos conceda mais dEle em nós. Que possamos buscar essa comunhão maravilhosa que o Senhor nos concedeu através da oração e assim podermos confiar e descansar no Deus que tudo criou e sobre tudo reina.

Até o proximo post…

As. Virginia =]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s