aprendendo

Uma visão bíblica de Deus (7 de 11)

book-2073023_1280

Então disse eu: “Ai de mim, que vou perecendo! Porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos exércitos” (ISAÍAS 6:5).

A visão correta de Deus mostra toda maquinaria do coração de onde parte toda maldade: “…sou um homem de lábios impuros…”

         Caro leitor avancemos um pouco mais no exame do texto. Já vimos que a visão de Deus veio de forma devastadora sobre o ego de Isaías. Enquanto o velho homem em Adão estiver encoberto e disfarçado, os homens jamais saberão quem eles realmente são. O evangelho atual tem chegado com belas “roupagens” e carregado de “cosméticos” religiosos. Nunca o homem no pecado ficou tão encoberto como o homem da pós-modernidade. Quão envaidecido está! Quantas flores chegam às almas com as belas palavras dos falsos mestres, a fim de deixar os defuntos espirituais mais belos!

         Mas a visão correta de Deus vai mais longe, porque descobre que o coração do homem é o poço da perdição, a máquina que fabrica perversidades. Enquanto a Palavra de Deus não chega o velho homem se oculta sob um manto de justiça própria. Os homens modernos são espertos em passar suas culpas para os demônios, ou mesmo para as circunstâncias. Também muitos acreditam que seus pecados são esquecidos; que aquilo que cometeram sumiu como fumaça e que seus caminhos estão abertos e com toda liberdade para acender o fogo de suas paixões. Mas, o que aconteceu com Isaías? Aquele moço percebeu as maldades de seus pecados e veio à tona aquilo que comumente fazia: “…sou um homem de lábios impuros…”. Incrível! Mas é exatamente isso o que acontece.

Enquanto os homens não são descobertos pela infalível palavra da verdade, eles conseguem trancafiar suas estimadas maldades num cofre oculto bem no íntimo. Eles são levados pelo engano do pecado de fazer comparações com aqueles que roubam, bebem e que são viciados em drogas, etc. Note bem como o Senhor descobriu o pecado da mulher samaritana (João 4). Ela se ocultava na religião supersticiosa do seu povo, mas quando o Filho de Deus apontou seu pecado de impureza, imediatamente mudou a atitude dela. Foi assim também com o judeu rico (Lucas 18:18-23). Ele chegou perante Jesus disfarçando bem suas reais intenções. Mas quando Cristo descobriu seu íntimo, então seu ídolo oculto apareceu. Aquele homem amava a riqueza e de maneira alguma queria deixar esse baal destruidor, que lhe levava para a punição eterna.

         Caro leitor, no pecado a realidade da perversidade fica encoberta. Isaías percebeu que o pecado dominante em sua vida brotava de seus lábios impuros. Continuamente falava imoralidades; continuamente buscava companhias imorais e falava piadas e gracejos imorais. Por detrás de tudo aquilo, se ocultava perversidades maiores, como malícias e disposição de maltratar seus semelhantes. No conhecimento correto de Deus nada fica encoberto, nada das dívidas e ofensas cometidas é omitido, porquanto a glória de Deus vem para brilhar em todo recôndito da alma e retirar todo disfarce. No conhecimento correto de Deus homens e mulheres podem ver suas mentiras, manipulações, covardias, imoralidades, infidelidade, avareza, etc. Aquela mulher adúltera que entrou para chorar aos pés do Senhor, não se deteve até que sua alma ficasse livre pelo perdão obtido do Senhor (Lucas 7:36-50).

         Caro leitor, não há como andar com o Deus santo e ao mesmo tempo estar conivente com qualquer maldade. Andar com Deus é andar na luz; andar com Deus requer coração confesso, que está disposto a expor toda sua miséria e maldade perante o Senhor da glória. Aquele que encobre as suas transgressões, jamais há de prosperar, mas a misericórdia vem sobre aquele que realmente confessa e deixa (Provérbios 28:13). Tentar ser um crente e afirmar que está salvo sem arrepender-se, confessar e abandonar suas maldades é simplesmente cair em piores enganos, se atirando nos braços do enganador. Eu sei o quanto mexe com nosso orgulho, que é por demais ofensivo, mas andar com Deus é andar na luz, na liberdade do perdão do perdão e na perfeita justiça de Cristo em nós

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s