aprendendo

Salmos 119 – Sobre a oração!

biblia1Oi pessoal, tudo bem? Hoje eu vim compartilhar com vocês uma oitava do salmos 119. Eu fiz a algum tempo um post falando sobre esse salmos que estou estudando na igreja e comentei que estudamos ele de oito em oito versículos, que é como ele é organizado. Dos versículos 145 ao 152. o salmista fala da sua vida de oração e eu queria compartilhar com vocês essa parte. Eu já falei verias vezes de oração aqui no blog e sempre que poder vou falar do assunto pois acredito que é algo que nós devemos aprender a tentar melhorar a cada dia. Muitas vezes nós tratamos a oração como algo simples ou sem muito valor por Deus ser onisciente, mas ele ordena que vivamos em oração e essa é a unica forma que temos de abrir nosso coração para o Senhor. Vamos então aprender um pouco mais com o salmista? Vs. 145: De todo o coração eu te invoco; ouve-me, Senhor; observo os teus decretos. vs. 146: Clamo a ti; salva-me, e guardarei os teus testemunhos. vs. 147: Antecipo-me ao alvorecer do dia e clamo; na tua palavra, espero confiante. vs. 148: Os meus olhos antecipam-se ás vigílias noturnas, para que eu medite nas tuas palavras. vs. 149: Ouve, Senhor, a minha voz, segundo a tua bondade; vivifica-me, segundo os teus juízos. vs. 150: Aproximam-se de mim os que andam após a maldade; eles se afastam da tua lei. vs. 151: Tu estás perto, Senhor, e todos os teus mandamentos são verdade. vs. 152: Quanto ás tuas prescrições, há muito sei que as estabelecestes para sempre. O salmista começa falando de um especto muito importante quando vamos orar que é fazer isso de todo o nosso coração e invocando ao Senhor para que ele nos ouça. No versículo 146 ele fala sobre o clamor que é outra característica da oração. Muitas vezes temos que clamar polo socorro de Deus em nossas vidas e pedir que ele nos livre tendo em nosso coração fé, sabendo que Deus nos atende. Na sequencia ele fala das horas que ele buscava ao Senhor em oração que era no alvorecer quando tudo esta calmo e pela madrugada que também reina a calma e o silencio (vs. 147,148). Podemos ver que não somente nesses horários ele buscava ao Senhor, mas também durante o dia, orando sem cessar. Nessas orações, alem de pedir por livramento, ele pede para que Deus o ouça e o vivifique, reconhecendo que o Senhor é bondoso (vs. 149). No fim da oitava, ele afirma que o Senhor esta perto e também que ele podia confiar porque seus mandamentos são verdadeiros e duram para sempre (vs. 151,152). Que o Senhor nos ajude a ser como o salmista em nossa vida de oração. Que Ele nos ensine e nos vivifique em sua palavra para orarmos em todo o tempo e confiando na fidelidade do Senhor e na sua bondade. Espero que esse post edifique sua vida e te ensine um pouquinho mais sobre a oração. Até o proximo…=]

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s